Quarta, 10 Julho 2019 13:39

Um dos fundadores do PT, morre o sociólogo Chico Oliveira aos 85 anos

Também importante para o PSOL, deixa como legado sua referência na sociologia brasileira

Francisco Maria Cavalcanti Oliveira, mais conhecido como Chico Oliveira, faleceu nesta quarta-feira (10) aos 85 anos, após estar internado por causa de uma pneumonia. Sociólogo, além de ser fundamental dentro das salas de aula nas universidades por onde trabalhou, também deixa seu legado político como um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT), em 1980.

Nascido em julho de 1933, natural de Recife, Chico Oliveira dedicou sua vida à sociologia brasileira e também à política nacional. Graduado em Ciências Sociais em 1956, na atual Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), trabalhou com Celso Furtado em seu estado natal até ser exilado para o Rio de Janeiro após o Golpe Militar de 1964, que deixaria Chico preso por dois meses.

Professor, trabalhou na faculdade de São Paulo nos cursos de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH-USP). Em 1970, a convite de Octavio Lanni, ingressou no Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP).

Ativo na política brasileira, foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT), em 1980. No ano de 2003, uma briga interna e divergências com o então Presidente Lula, levaria Chico a romper com o PT, filiando-se ao Partido Socialismo Liberdade, o PSOL.

Vencedor da maior premiação da literatura brasileira em 2004, o Prêmio Jabuti coroou seu livro “Crítica à razão dualista/O ornitorrinco, publicado pela editora Boitempo. Também foi premiado com o título Doutor Honoris causa da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Universidade Federal da Paraíba.

De acordo com o Brasil de Fato, seu velório está marcado para essa tarde no salão nobre da FFLCH, na rua do Lago, 717.