Informativo On-Line:

Cadastre-se e receba o informativo do sindicato por email.

CLIMA DE GUERRA

Agência do Bradesco é a quinta no ano a ser  atacada por bandidos na região do Riachuelo

NOTÍCIAS

12, setembro 2017 13:29

A agência do Bradesco, na 24 de Maio, ficou destruída após explosão feita na madrugada da última terça-feira

 

Sindicalistas vão ao local e criticam omissão dos bancos e do governo estadual por falta de segurança. Moradores, clientes e bancários estão apavorados

Bancários e clientes vivem um clima de medo nas agências bancárias da região nos bairros do Rocha e Riachuelo, na Zona Norte da cidade. Bandidos tem realizados seguidos ataques destruindo as unidades com explosivos e deixando marcas de tiro. Na última terça-feira, 12, foi a vez do Bradesco da Rua 24 de Maio, que não funcionou, pois ficou completamente destruída. As explosões são feitas sempre pela madrugada, mas a insegurança tem causado pânico nos moradores e em quem trabalha nas agências. Segundo testemunhas, foram ouvidas pelo menos duas explosões e tiros disparados contra motoristas que passavam pelo local. Eram pelo menos dez homens fortemente armados para efetuar a tentativa de roubo. 

Bancários com medo

No mesmo dia, os sindicalistas Adriano Garcia e Arlesen Tadeu estiveram na agência, que não funcionou, pois estava completamente destruída.  O Sindicato quer uma vistoria na situação do prédio e cobrou mais segurança no bairro. Esta é a quinta vez, somente este ano, que uma agência bancária é atacada por bandidos. Uma agência do Santander, na Cadeg, em São Cristóvão foi explodida, em julho, mesma situação de outra unidade do banco espanhol, na 24 de Maio, no Riachuelo, que sofreu dois ataques: o primeiro em julho e outro no último dia 6 de setembro. No mesmo mês, outra agência do Santander, no Riachuelo, foi explodida. Bandidos roubaram ainda cabos do Itaú, também localizado na região.
“A crise econômica, política e moral no governo estadual resultou numa situação insustentável no Rio de Janeiro onde criminosos tomaram conta da cidade. Os bancos também precisam investir mais em segurança, pois estas investidas deixam bancários e a população em pânico. Como trabalhar num local em que você sabe que, a qualquer momento, poderá ser invadido por criminosos. Estamos acompanhando para que os bancos ofereçam condições mínimas de trabalho e segurança para os funcionários”, disse Adriano. 

Legenda:

Comentários


Para comentar você precisa estar logado.

Leia também:


23, November 17

Aprovada previsão orçamentária do Sindicato para 2018

23, November 17

Comitê Estadual em Defesa da Caixa será lançado no Rio, dia 30 de novembro

22, November 17

Temer sucateia Previdência para justificar reforma