Segunda, 09 Setembro 2019 21:56

Participe dessa campanha e fortaleça a sua categoria

Graças a estratégia acertada do Sindicato e da Contraf-CUT de firmar o acordo de dois anos, os bancários conquistaram o reajuste salarial de 4,31%, incluindo aumento real de 1% (confira no quadro abaixo como ficam os salários e a PLR), repercutindo sobre os tíquetes e todas as verbas salariais. O Banco do Brasil e a Caixa já creditaram a PLR. O Itaú confirmou que paga no dia 20 de setembro, último dia previsto pela CCT. O PCR (Programa Complementar de Remuneração) também foi reajustado, em acordo firmado com o banco: 9% de aumento em relação ao valor pago em 2018. Já as bolsas de estudo terão reajuste de 5% (R$410 mensais).
Em relação à jornada de trabalho, mais uma vitória, desta vez no Senado, garantindo a proibição dos bancos abrirem aos sábados, graças à pressão dos sindicatos.

Além das seis horas diárias, com 30 horas semanais, pisos salariais por função, comissões, participação nos lucros e resultados, descanso nos fins de semana, tíquetes-refeição e alimentação, plano de saúde e inúmeros outros direitos foram conquistados ao longo de décadas. Por isto mesmo é importante fortalecer o Sindicato para garantir a manutenção destes direitos e a obtenção de mais conquistas. Agora, com o atual governo, as ameaças são maiores, exigindo o fortalecimento das entidades sindicais.
Com este objetivo o Sindicato vem fazendo uma campanha para o aumento do número de associados, a campanha de sindicalização. Na semana passada foi a vez do digital do Itaú, com a presença da Presidenta Adriana, com sindicalizações e sorteio de prêmios. A próxima visita será no prédio do Banco do Brasil da Senador Dantas.