Sindicato dos Bancários do Estado do Rio de Janeiro

Pressão dos sindicatos garante acordo com Bradesco sobre FFC

No último dia 16, em São Paulo, foi celebrado acordo com o Bradesco que garantiu a divisão de R$ 97 milhões entre 3,9 mil participantes da Fundação Francisco Conde (FFC), fundo de pensão dos bancários originários do BCN. O documento foi assinado no Palácio da Justiça. "É uma importante vitória que beneficia companheiros que nunca desistiram da luta", comemorou o diretor do Sindicato Adilson Barros. A vitória foi conquistada graças a pressão feita pelo Sindicato do Rio e demais sindicatos filiados à Contraf-CUT.
O montante se refere a recursos do IABCN (Instituto Assistencial BCN) que eram administrados pela FFC. Os recursos, constituídos por contribuições do extinto banco BCN e dos funcionários, estavam bloqueados desde que o Bradesco adquiriu a instituição financeira em 1997. Esta é a segunda e última parcela que os trabalhadores receberão da FFC. A primeira, paga em 2001, foi relativa aos recursos previdenciários e totalizou R$ 200 milhões.
O Bradesco deve enviar ao Sindicato a lista com o nome dos funcionários integrantes da ação. O cálculo da distribuição será proporcional aos meses de contribuição do funcionário à FFC. Após apurar os valores, o Sindicato irá convocar assembleia com os participantes para colocar o acordo em votação.

Sindicato dos Bancários e Financiários do Município do Rio © Todos os Direitos Reservados

Top Desktop version